Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

IMPACTO DO DESEMPENHO TÉCNICO-CIRÚRGICO NOS RESULTADOS IMEDIATOS DA CORREÇÃO DO DEFEITO DO SEPTO ATRIOVENTRICULAR TOTAL

MOURA, S.C., SANTOS, Y.A., da SILVA, D.S.M., CECONI, R., TURQUETTO, A.L.R., CANEO, L.F., TANAMATI, C., MIANA, L.A., PENHA, J.G., JATENE, M.B.
INSTITUTO DO CORAÇÃO DO HCFMUSP - - SP - BRASIL

Introdução: A qualidade técnica da cirurgia cardíaca tem papel determinante nos resultados esperados. O Technical Performance Score (TPS) é uma ferramenta desenvolvida para avaliar os resultados cirúrgicos em cardiopatia congênita. Objetivos: Utilizar o TPS para mensurar o desempenho técnico-cirúrgico (DTC) na correção do defeito do septo atrioventricular total (DSAVT) e correlacionar os resultados com a mortalidade imediata e tempo de internação pós-operatória. Método: Estudo retrospectivo, no qual analisou-se pacientes submetidos à correção cirúrgica do DSAVT entre 2010 e 2017 por mesmo grupo cirúrgico em hospital terciário. Através do TPS classificou-se o DTC em ótimo, adequado e inadequado. Segundo TPS, o resultado inadequado se deve a insuficiência valvar importante e/ou comunicação interatrial ou interventricular residual >3mm e/ou necessidade de re-operação e/ou implante de marca-passo permanente por BAVT. Tempo de internação pós-operatória e mortalidade hospitalar foram analisados em relação ao DTC. Resultados: Avaliados 148 pacientes com idade na cirurgia  de 7 (5-10) meses, peso 5,3 (4,8-6,1) kg e tempo de circulação extracorpórea de 135 (110-158) minutos. DTC ótimo ocorreu em 2,7% dos casos, adequado em 61,5% e inadequado em 35,8%. O tempo de internação pós-operatória no grupo inadequado foi significativamente maior comparado aos grupos adequado e ótimo [28 (17-28)]; [20 (13-31)] e [17 (13-17)] dias (p=0,023) respectivamente.  Ocorreram 10 óbitos, sendo 8 no grupo inadequado e 2 no adequado. A necessidade de re-operação para tratamento da insuficiência valvar grave aumentou em 22,3 vezes o risco de morte (IC: 4,5 - 111,6 p <0,001). Conclusão: O TPS permitiu análise do DTC, sendo de fácil aplicação em nossa realidade. A performance cirúrgica inadequada impactou negativamente no tempo de internação. Pacientes com insuficiência valvar grave, sem necessidade de re-operação e/ou implante de marca-passo por BAVT, tiveram tempo de internação pós-operatória significativamente maior comparados aos pacientes com resultado cirúrgico classificado em ótimo ou adequado. Por outro lado, a necessidade de re-intervenção para tratamento da insuficiência valvar residual grave aumentou significativamente o risco de morte na população estudada. 

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

XXXIX Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

31 de maio a 02 de junho de 2018
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil