Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

A diminuição dos níveis de lactato sanguíneo durante teste de esforço incremental tem relação com benefícios do perfil cardiológico de animais com hipertrofia patológica submetidos a treinamento físico

da Silva VL, Campos DHS, Mota GAF, de Souza SLB, Sarzi F, Manfio VM, Sant'Ana PG, Vileigas DF, Bazan SGZ, Cicogna AC
FACULDADE DE MEDICINA DE BOTUCATU - - SP - BRASIL

Introdução: A análise da concentração de lactato é padrão ouro para a avaliação e a prescrição da intensidade de treinamento físico (TF) e a análise da tolerância ao exercício em indivíduos treinados ou sedentários. Esta ferramenta permite a avaliação da condição física dos indivíduos sem a necessidade de levá-los ao esforço máximo, apresentando importante aplicação em condições patológicas. O teste de esforço incremental, com checagens pontuais dos níveis de lactato, tem sido bastante utilizado em modelos experimentais de hipertrofia patológica. A detecção da melhoria dos níveis de lactato podem dar indícios de melhorias cardiológicas e periféricas importantes pelo TF, atualmente, considerado importante ferramenta terapêutica no manejo das doenças cardíacas. Objetivo: Avaliar as concentrações de lactato sanguíneo durante testes de esforço incrementais e relacioná-las com a condição cardiológica de ratos com hipertrofia patológica. Métodos: A hipertrofia patológica foi resultado de estenose aórtica supravalvar, a qual foi induzida por implante de clipe de prata na raiz da aorta de ratos Wistar machos.Foram utilizados 37 animais com 21 dias de idade, distribuídos nos grupos sham (Sham; n= 14), estenose aórtica (EAo; n= 7) e estenose aórtica treinado (EAoTF; n= 16). O ecocardiograma após 18 semanas de cirurgia foi realizado para avaliação do perfil cardiológico dos animais. Após este procedimento os animais EAo e EAoTF foram submetidos a 4 testes de esforço, nas semanas 18, 22, 25 e 28; no decorrer destas 10 semanas, os animais EAoTF foram submetidos a TF em esteira na velocidade equivalente ao limiar de lactato.  Na 28a semana foi realizado ecocardiograma para avaliar se possíveis melhorias nos níveis de lactato tiveram relação com aprimoramentos cardiológicos. O nível de significância estatística utilizado foi de 5%. Resultados: A estenose aórtica provocou hipertrofia patológica, com disfunções diastólica e sistólica do ventrículo esquerdo. Durante os testes de esforço, os animais que foram submetidos ao TF apresentaram melhor tolerância ao esforço e menores níveis de lactato nos pontos de coleta e constatação. Ao final do experimento foi averiguado que, além dos benefícios supracitados sobre a capacidade funcional, os animais apresentaram melhoria da estrutura e função cardíaca, principalmente diastólica. Conclusão: O TF melhorou a tolerância ao esforço e diminuiu os níveis de lactato sanguíneo durante os testes de esforço incrementais; este cenário tem relação com o aprimoramento da estrutura e função cardíaca dos animais cardiopatas. 

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

XXXIX Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

31 de maio a 02 de junho de 2018
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil