Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

O bloqueio prolongado do receptor de GLP-1 intensifica o aumento da pressão em ratos hipertensos

MARTINS, FL, ARAGÃO, GC, GIRARDI, AC
INSTITUTO DO CORAÇÃO DO HCFMUSP - - SP - BRASIL

Introdução:O peptídeo-1 semelhante ao glucagon(GLP-1)é um hormônio incretina envolvido primariamente na homeostase glicêmica. Além de seu efeito insulinotrópico,o agonismo farmacológico do receptor de GLP-1(GLP-1R)exerce efeitos cardiorrenais protetores em pacientes diabéticos e não diabéticos, incluindo a redução da pressão arterial(PA).Foi demonstrado que o bloqueio agudo da sinalização endógena do GLP-1 em ratos Wistar promove efeitos anti-natriuréticos e antidiuréticos, associados ao aumento da atividade da isoforma 3 do trocador Na+/H+(NHE3),responsável pela maior reabsorção de NaCl e NaHCO3 no túbulo proximal renal.Entretanto, os efeitos do bloqueio a longo prazo do GLP-1R,bem como sua implicação na reabsorção de sódio e na PA permanecem desconhecidos.Objetivo:Investigar se o GLP-1 endógeno é capaz de alterar a PA em ratos espontaneamente hipertensos(SHR),e se as possíveis variações nos níveis pressóricos estariam associadas a alterações na expressão e atividade de transportadores apicais de sódio ao longo do néfron.Métodos: Ratos machos SHR(5 semanas)foram submetidos ao tratamento com salina (controle),exendin-9(ex-9;25μg/rato/dia) ou exenatide(ex-4;1μg/rato/dia), utilizando mini-pumps Alzet,durante 4 semanas.Dados analisados por one-wayANOVA.CEUA: 915/2017.Resultados:A aferição indireta da PA demonstrou que ratos tratados com ex-9 apresentaram níveis pressóricos superiores(182±4mmHg vs172±1mmHg,p<0,05),ao passo que o tratamento com ex-4(161±4vs172±1mmHg,p<0,05)demonstrou uma atenuação da elevação da PA quando comparados ao controle.Resultados semelhantes foram observados na avaliação direta da PA,na qual o grupo com ex-9 demonstrou elevação da PA sistólica(149±1vs139±3mmHg,p<0,05),ao passo que o tratamento com ex-4 demonstrou atenuação do aumento de PA(127±1mmHg,p<0,05) comparado ao controle.Esta elevação dos níveis pressóricos no grupo tratado com ex-9 deve-se, em parte, à maior atividade do NHE3(1,78±0,08nmol/cm2/s,p<0,05)quando comparado ao grupo controle(1,78±0,08vs1,48±0,10nmol/cm2/s,p<0,05)e ao grupo com ex-4(1,19±0,07nmol/cm2/s,p<0,01).Tais resultados foram acompanhados por uma redução nos níveis de fosforilação do resíduo de serina 552 do NHE3 no grupo com ex-9, em contraste ao aumento de tais níveis no tratamento com ex-4, ao comparar ao grupo controle.Conclusão:O bloqueio crônico do GLP-1R intensifica o aumento da PA em ratos SHR, e o efeito pressórico observado encontra-se associado a menores níveis de fosforilação e maior atividade do NHE3 em túbulo proximal renal.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

XXXIX Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

31 de maio a 02 de junho de 2018
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil